quinta-feira, 29 de julho de 2010

ANTÓNIO FEIO (1954-2010)

AVISO:

O TEXTO QUE SE SEGUE NÃO É UMA CRÓNICA COMO HABITUAL.

___________________________________________________

Estou em estado de choque. Aínda mal acredito nas notícias. Perdeu-se um grande actor, um grande humorista, um grande homem. Mais que isso, perdeu-se um mestre do teatro e um mestre da vida. Não vou perder tempo com homenagens porque toda a comunicação social se vai ocupar dessa tarefa. Vou apenas deixar a marca aqui no meu blog como forma do meu luto para com esta perda.

E como não podia deixar de ser:

Deixo para que todos pensem como é que é possível pessoas sem qualquer interesse como o José Castelo Branco estarem entre nós e alguém como António Feio nos ter deixado. Não me conformo.

Descansa em paz, Mestre.





VITINHO


3 comentários:

  1. Estas doenças são tão horríveis e injustas que niguém merece, nem mesmo o cromo do castelo branco!

    ResponderEliminar
  2. Perdeu-se um grande actor e acima de tudo um grande homem que enquanto vivo nunca deixou de mostrar que queria dar a volta por cima do seu cancro que acabou por ser fatal ...

    Descança em paz !

    ResponderEliminar